Comportamentos de risco à saúde de irmãos e sua influência nos adolescentes

  • Chirle Raphaelli Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
  • Priscila Nakamura Universidade Estadual Paulista -Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade Campus Rio Claro-SP e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Sul de Minas Gerais. Câmpus Muzambinho-MG, Brasil. iversidade Federal de Pelotas
  • Mario Azevedo Júnior Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
  • Pedro Hallal Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: Adolescente, Irmãos, Comportamento de risco, Saúde

Resumo

Objetivou-se verificar a influência do comportamento de risco à saúde dos irmãos mais velhos e mais novos no comportamento dos adolescentes. Participaram do estudo 375 adolescentes de escolas municipais de Barão do Triunfo/RS e 175 irmãos. Foram avaliados os seguintes comportamentos de risco à saúde, de acordo com seus respectivos pontos de corte: inatividade física (<300 minutos de atividades físicas semanais), fumo (uso de cigarros no último mês), consumo de álcool (bebida alcoólica no último mês) e excesso de peso (> percentil 95 do IMC), em adolescentes e irmãos (mais novos e mais velhos). Teste de qui quadrado e de regressão logística foram realizados. As prevalências de inatividade física, fumo, consumo de álcool e excesso de peso nos adolescentes foram de 47,9%, 4,3% 27%, e 22,1%, respectivamente. Adolescentes com irmãos mais novos fumantes apresentaram maior prevalência (33,3%) do uso de cigarros (p=0,01) comparados com adolescentes com irmãos sem esse comportamento. A odds ratio do adolescente fumar tendo irmão mais novo fumante foi de 16,5. O consumo de bebida alcoólica pelo irmão, mais velho ou mais novo, teve associação com consumo pelo adolescente (p=0,04 e p=0,03). A chance desse consumir álcool quando seu irmão consumiu foi de 3,4 vezes, dentre os mais novos e de 3,0 vezes dentre os mais velhos. O fumo e o consumo de álcool do irmão estão associados aos mesmos comportamentos dos adolescentes. Desse modo, há necessidade de direcionar ações de promoção da saúde abrangendo adolescentes e seus irmãos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Chirle Raphaelli, Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Priscila Nakamura, Universidade Estadual Paulista -Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade Campus Rio Claro-SP e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Sul de Minas Gerais. Câmpus Muzambinho-MG, Brasil. iversidade Federal de Pelotas
Universidade Estadual Paulista -Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade Campus Rio Claro-SP e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Sul de Minas Gerais. Câmpus Muzambinho-MG, Brasil.
Mario Azevedo Júnior, Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Pedro Hallal, Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Escola Superior de Educação Física, Universidade Federal de Pelotas
Publicado
28-02-2015
Seção
Artigos Originais