EDUCAÇÃO PARA ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

Autores

  • Markus Vinicius Nahas Universidade Federal de Santa Catarina
  • Mário César Pires Universidade Federal de Santa Catarina
  • Ana Cristina de Araujo Waltrick Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Fermínia L. de Bem Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.v.1n1p57-65

Palavras-chave:

Aptidão Física e Saúde, Currículo, Educação Física no II Grau.

Resumo

A Educação Física, particularmente nas escolas, oferece uma contribuição educacional re­levante e exclusiva para todos os indivíduos, rela­cionada com o desenvolvimento motor e a aptidão física para o bem estar e a saúde. No segundo grau, a prioridade deveria ser a educação para a ativi­dade física e a saúde, uma proposta curricular de­corrente de estudos que evidenciam a associação entre hábitos de atividade física com os conheci­mentos e atitudes das pessoas em relação à estas questões. Para aumentar a possibilidade de influ­enciar o comportamento futuro dos alunos de se­gundo grau, a educação física deveria proporcio­nar a aquisição de conhecimentos, estimular atitu­des positivas, propiciar independência e oportunizar experiências de atividades físicas agra­dáveis, que permitam a prática continuada, resguar­dando a percepção de auto-competência dos indi­víduos. Este projeto buscou desenvolver e implementar experimentalmente uma proposta curricular para a educação física na primeira série do II Grau do Colégio de Aplicação da UFSC, enfatizando conteúdos de educação para ativida­de física e a saúde. Durante dois anos foram mi­nistradas aulas para adolescentes de ambos os se­xos, com idades em torno de 16 anos, avaliando-se cada etapa do processo nas áreas afetiva, cognitiva, hábitos de atividade física e aptidão fí­sica relacionada à saúde. Os resultados do primei­ro e do segundo ano de aplicação experimental são apresentados neste relato e indicam que o progra­ma é viável e pode representar um desenvolvimento curricular importante para a educação física de II Grau. Os problemas enfrentados, incluindo a rea­ção à mudança observada em certas instâncias são discutidos e sugestões são feitas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

1.
Nahas MV, Pires MC, Waltrick AC de A, de Bem MFL. EDUCAÇÃO PARA ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 23º de agosto de 2012 [citado 8º de dezembro de 2021];1(1):57-65. Disponível em: https://www.rbafs.org.br/RBAFS/article/view/452

Edição

Seção

Do Diagnóstico à Ação: Experiências em Promoção de Atividade Física e Saúde